A última viagem de Pepe Carvalho

nos-antipodas.jpgrumo-a-cabul.jpg 

Conta-se que o original se encontrava na pasta que trazia consigo no regresso de uma viagem à Austrália, quando foi acometido por uma síncope fatal num aeroporto. O próprio Vázquez Montalbán disse que Milénio (I e II) estava na sua cabeça há mais de trinta anos, pois não queria morrer sem dar um rumo a Pepe Carvalho, o seu famoso detective, e ao ajudante Biscuter. Juntos reencontram personagens reais e ficcionais, revisitando livros anteriores do autor. Juntos dão a volta ao mundo, desde Barcelona ao extremo oriente, depois até às Américas, África. Não se cansam de repetir que são viajantes, mas cumprem escrupulosamente os roteiros turísticos clássicos e as suas observações são típicas de turistas, aqui e acolá temperadas com o discurso anti-globalização de Vázquez Montalbán. Trata-se de uma espécie de odisseia final do autor que se serve das suas personagens de sempre para um acerto de contas com o mundo actual. Vale, sobretudo, como um singular guia de viagens e como roteiro gastronómico e inaugura na ASA a edição (ou reedicção) da sua obra completa.

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s